Rio: desafios para uma metrópole sustentável

Organização: Rodrigo Medeiros e Aspásia Camargo
Autor: Aspásia Camargo, Bernardo Serra , Cid Blanco Junior, Clarisse Cunha Linke, Luciana Nery, Marco Simões-Coelho, Rodrigo Medeiros e Vicente de Paula Loureiro
Formato: 180 páginas 16X23cm

Sete especialistas – Aspásia Camargo, Bernardo Serra , Cid Blanco Junior, Clarisse Cunha Linke, Luciana Nery, Marco Simões-Coelho, Rodrigo Medeiros e Vicente de Paula Loureiro – se debruçam sobre os problemas e as especificidades da metrópole a partir do prisma dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela ONU como meta global até 2030.

Os autores apresentam suas visões e respostas à pergunta: “Quais são os desafios e como o Rio de Janeiro deve se preparar para se tornar uma metrópole sustentável até 2030?” organizadas em três dimensões: inclusão social, resiliência e conectividade. A cidade foi assim submetida à lente de aumento dos autores para se mostrar mais próxima e mais real, considerando que precisamos acelerar a nossa capacidade de corrigir distorções – algumas graves – que se acumularam ao longo das décadas.

Vinte e dois municípios compõem a metrópole e a relação entre eles e a cidade mãe deve ser colocada à vista: é preciso conhecer os componentes da metrópole, entender suas idiossincrasias, identificar suas potencialidades, planejar sua economia, rever sua infraestrutura mirando na igualdade social, buscando uma cidade mais justa e bela, diminuindo as disparidades e oferecendo oportunidades por meio de um sistema educacional criativo e paisagens úteis e saudáveis.

Você sabia, por exemplo, que o percentual de pessoas que vivem próximas à malha de transporte urbano da RM aumentou de 22% para 31% com as obras para os grandes eventos do Rio de Janeiro, como trens, corredores BRT, metrô e VLT? Que é possível fazer rafting nos rios de São Gonçalo? Que as estações de trem da Baixada Fluminense podem se transformar em polos aglutinadores e geradores de empregos e oportunidades, além abrigar praças de convivência e construções culturais? Que a cidade do Rio poderia ser uma nova potência na produção de alimentos orgânicos e sustentáveis?

Estas são apenas algumas das questões que os autores apresentam na obra, que traz fotos e gráficos mostrando os caminhos que precisamos seguir para fazer a cidade do Rio de Janeiro e sua Região Metropolitana mais inclusivas, sustentáveis e autossuficientes, capazes de repartir suas riquezas e gerar igualdade.

Compartilhar